Estudantes encenam "Um Certo Faroeste Caboclo" no Teatro Universitário

Estudantes encenam "Um Certo Faroeste Caboclo" no Teatro Universitário


Quase 20 anos depois da primeira montagem, volta ao cartaz a peça “Um certo faroeste caboclo”, em nova concepção e elenco. O espetáculo está no Teatro Universitário Cláudio Barradas, da Universidade Federal do Pará (UFPA), até domingo, 24, em horários diferentes. Quarta, 20, e quinta-feira, 21, às 20h; e sexta, 22, sábado, 23, e domingo, em duas sessões, às 18h e às 20h.

A montagem é uma realização dos alunos do Curso Técnico de Formação em Ator e do Curso Técnico de Formação em Dança, sob a direção geral de Paulo Santana e Marluce Oliveira e direção coreográfica de Eleonora Leal e Erika Gomes.

Música, drama e conflitos - Em 1996, com a morte do líder da banda Legião Urbana, Renato Russo, a homenagem de fã, dada pelo dramaturgo paraense Paulo Faria, foi criar, com base na música Faroeste Caboclo, um drama poderoso, introduzindo novos personagens e conflitos.
"Um Certo Faroeste Caboclo'' enche de poesia a saga de João de Santo Cristo, desde o sofrimento do menino sem-terra que sai de Conceição do Araguaia rumo à tão sonhada cidade grande: Brasília. A Brasília do rock, dos corruptos, das oportunidades, dos sonhos. A Brasília que transforma o João-menino em homem, levando-o, sob traições e desencantos, a um caminho sem volta.
Em uma montanha-russa de sentimentos, é uma história tecida por ingenuidade, sorte, amores e fraquezas, com a carga sempre presente do rock’n’roll, que embala a vida e os sonhos das personagens, e da violência, que os esmaga com potência arrasadora. O desfecho é uma provocação ferina à indiferença com que observamos a destruição do ser humano, do bem e do amor.
Turbilhão de impressões nos sentidos - Com essa força, essa crueza, ''Um Certo Faroeste Caboclo'' quer falar a uma geração que se acostumou a ver tudo pela televisão, sem sentir a “porrada” de que falam e onde vivem as personagens. O cotidiano cinza das ruas e bares e as relações explosivas do tráfico de drogas e do crime organizado, invisíveis no cotidiano, saltam para o palco e injetam um turbilhão de impressões nos sentidos. Pela saga do Santo Cristo, somos convidados para o nascimento do Cristo da nova humanidade, em um lugar que todos descobrirão qual é, após passar por essa viagem.
Serviço:
'Um Certo Faroeste Caboclo''
Teatro Universitário Cláudio Barradas – Av. Dom Romualdo de Seixas, nº 820, esquina da Jerônimo Pimentel.
Horários: Dias 20 e 21, às 20h; e nos dias 22, 23, 24, às 18h e 20h.
Contato:  (91)- 32125050.
Texto e arte: Divulgação / ETDUFPA

Comentários