A QUASE FANTÁSTICA FÁBRICA DE CHOCOLATE


O Teatro Universitário Cláudio Barradas (TUCB) do Instituto de Ciências da Arte (ICA) da Universidade Federal do Pará (UFPA), apresentará no período de 10 a 14 de julho de 2013, com sessões às 17 h. e 20h., dentro do projeto " Novos Encenadores", o espetáculo  “A Quase Fantástica Fábrica de Chocolate”,  que tem a co-direção e direção assinada respectivamente, por Bárbara Gibson e  Erllon Viegas.
O Projeto de Extensão Novos Encenadores, é coordenado pelo professor da Escola de Teatro e Dança da UFPA (ETDUFPA), Paulo de Tarso, e tem como objetivo, possibilitar aos jovens concluintes do curso técnico e/ou estudantes de graduação da ETDUFPA, o exercício de colocar em prática a aprendizagem vivenciada dentro de seus respectivos cursos, a fim de proporcionar a primeira direção e encenação aos estudantes, assim como aguçar o fazer teatral da comunidade em geral, levando as atividades para além dos muros da universidade e propondo uma percepção crítica aos participantes, levando-os a refletir sobre a sua realidade e a coletividade.
Segundo Erllon Viegas, diretor do espetáculo, “a peça é uma crítica bem humorada à cultura provinciana da nossa cidade, que supervaloriza tudo o que vem de fora em detrimento do que é nosso”. Barbara Gibson, que além de dramaturga, assina a co-direção, complementa: “ao mesmo tempo, é uma homenagem à nossa cultura, pois a Fábrica que construímos é totalmente paraense. Os Oompa-loompas até cantam em ritmo de carimbó”, revela.
 Já imaginou se Willy Wonka surgisse, com todos os seus Oompa-Loompas, em plena Belém do Pará? Essa loucura se tornará realidade – ou quase, quando o  personagem William Ronca, um vendedor fracassado de bombons regionais que está passando por necessidades.  Sua prima Gaby tem uma ideia para tirá-lo do buraco: forjar a venda de bombons “mágicos” enganosos, prometendo resolver os problemas das pessoas. A farsa funciona tão bem que ela resolve partir para um plano ainda mais ousado: disfarçar o primo de Willy Wonka. A família consegue enganar a população inteira e a cidade vira de cabeça pra baixo com a chegada da tão famosa fábrica.
Logo a família Ronca consegue o apoio das autoridades da prefeitura, que entusiasmadas com a chegada do ilustre estrangeiro, desviam as verbas que seriam destinadas à educação e saúde para a inauguração do que seria uma filial da Fantástica Fábrica de Chocolate. Como é de se imaginar, no Brasil as coisas não acontecem de forma tão fantástica quanto na TV, mas os Ronca farão de tudo para manter a farsa. Até contratar Oompa-Loompas terceirizados.
“A Quase Fantástica Fábrica de Chocolate” tem vários momentos musicais e coreográficos, executados por um elenco de aproximadamente quarenta pessoas. João Urubu é o responsável pela trilha sonora e está entusiasmado com o trabalho. “É um processo desafiador, pois são muitas canções e vários atores em cena, mas os dramaturgos também entendem de música e isso ajudou bastante”. A direção coreográfica conta com a ajuda de Larissa Imbiriba e Cássia Thaís.
O espetáculo é diversão garantida para todas as idades com muito humor, vídeos que interagem com os atores no palco e, claro, referências à obra original. Com direção de arte de Breno Monteiro, que também conta com Lauro Souza na cenografia e Hilssy de Nazareth no figurino e maquiagem, a peça é a aposta para a primeira semana de julho. A iluminação de Marckson de Moraes, fundamental para a trama, se completa com os vídeos de Pedro Tobias, responsável pela direção audiovisual. Será que a família Ronca conseguirá enganar toda a cidade? Não deixe de conferir essa obra, que além de universal, é genuinamente paraense.
O espetáculo fica em cartaz nos dias 10,11,12,13 e 14 de julho, às 17h e 20h.
Ingressos: R$ 20 (com meia entrada para estudantes).
O Teatro Universitário Cláudio Barradas fica localizado na Rua Jerônimo Pimentel, 546, esquina com a Travessa D.  Romualdo de Seixas, no bairro do Umarizal, em Belém.
 Mais informações pelo telefone (91) 3249.0373.

FICHA TÉCNICA:
Direção Geral: Bárbara Gibson e Erllon Viegas
Direção de Arte: Breno Monteiro
Direção de Vídeo: Pedro Tobias
Direção Musical: João Urubu
Direção Coreográfica: Cássia Thaís e Larissa Imbiriba
Dramaturgia: Bárbara Gibson e Haroldo França
Produção, Cenografia e Penteados: Breno Monteiro e Lauro Sousa
Iluminação: Marckson de Moraes
Figurino: Hilssy de Nazareth e Lauro Sousa
Maquiagem: Hilssy de Nazareth
Assistência de Figurino: Marcelle Engelke e Raimunda Medianeira
Assistência de Música: Diego Vattos
Assessoria de Comunicação: Haroldo França, Karina Bentes, Laíra Mineiro e Pedro Tobias
Produção Gráfica: Cristiano Teles, João Bento, Lauro Sousa e Matheus Aguiar
Operação de Vídeo: Starllone Souza
Fotografia: Amanda Melo

Elenco:
  1. Allyster Fagundes
  2. Bianca Maués
  3. Camilo Sampaio
  4. Cássio di Freitas
  5. Dayane Ferreira
  6. Felipe Almeida
  7. Felipe Genú
  8. Ingrid Lobato
  9. Isaac Benzecry
  10. Jorge Werlon
  11. Judite Torres
  12. Junior Sá
  13. Karina Bentes
  14. Kazu Silva
  15. Laíra Mineiro
  16. Lins Lobato
  17. Ludmila Coelho
  18. Luiza Imbiriba
  19. Marcelo Nunes
  20. Monique Favacho
  21. Nayara de Jesus
  22. Nazaré Alcoforado
  23. Nihannah Ní Meolchatha
  24. Paulo Jaime
  25. Pedro Tobias
  26. Priscila Naianne
  27. Rhero Lopes
  28. Roberta Proença
  29. Rosa Maria
  30. Sandro Martins
  31. Thúlio Costa
  32. Vanessa Verônica
  33. Victor Braum
  34. Ygor Reis

Coordenador do Projeto Novos Encenadores: Paulo de Tarso
Professores Colaboradores: Bruce Macedo, Karine Jansen, Marluce Oliveira, Micheline Penafort, Paulo Santana e Tarik Coelho

Apoio Técnico:
  1. Cacá Campos
  2. Hictor Ventura
  3. Leonardo Bahia
  4. Patrick Capela


Texto: Ana Maria Castro
Assessora de Comunicação do TUCB/ICA/UFPA.

Comentários