"PEÇO A DEUS QUE ME LIVRE DE DEUS"


 O Teatro Universitário Cláudio Barradas (TUCB) do Instituto de Ciências da Arte (ICA) da Universidade Federal do Pará (UFPA), será palco no período de 04 a 08 de  dezembro de 2013, da apresentação da Prática Montagem do Curso Técnico de Formação de Ator, com o espetáculo teatral “PEÇO A DEUS QUE ME LIVRE DE        DEUS”, dirigida pelos professores da Escola de Teatro e Dança da UFPA (ETDUFPA),  Paulo Santana e Marluce Oliveira.
A peça “PEÇO A DEUS QUE ME LIVRE DE DEUS”, foi inspirado na obra  EKHART, O Cruel, de autoria do escritor, jornalista e editor brasileiro,  Luiz Fernando Emediato, que nasceu em Belo Vale, município do Estado de Minas Gerais.
Para o diretor Paulo Santana, Ekhart, o cruel, é uma fantástica epopéia sobre os mitos que alegram e aterrorizam a humanidade. Um drama de humor negro, uma história de amor e aventura, uma tragédia descabelada, cheia de sexo, pimenta e sacrilégio. Ele viveu na aurora dos tempos, quando combatia os gigantes; na Idade media, quando foi crucificado pelo Bispo; na era das revoluções, quando se fez rei e cunhou moedas. Ekhart vive ainda, na era do rock, das drogas e da conquista espacial.  É eterno. Ele venceu o próprio Deus em sua glória, instalando na terra o Reino do mundo de Ekhart, o único. Derrotou as divindades fantásticas: Zora, a bruxa, e os três monstros horrorosos, Balestrim Mirabolante, Mandragão e vibrião Colérico. Dormiu com a morte. Ninguém pode detê-lo, enquanto durou sua grandiosa epopéia. Até que, finalmente, quando Nimrod, o mago...
Jamais houve alguém como Ekhart, você vai rir de suas palhaçadas, torcer por ele, para que se saia bem de suas loucas e fantásticas aventuras, amá-los com a mesma força. Ekhart é bom e mau, egoísta e justo, canalha e honesto, covarde e herói. Jamais alguém sofreu tanto quanto Ekhart – mas jamais foi tão glorioso e encantador. Ekhart é um ditador faminto, um louco, um fanático. Mas é, também, um pobre poeta vagabundo. Um andarilho, um menestrel, um cavaleiro andante, um príncipe, um guerrilheiro. Um assassino cruel. Um oportunista.
Ekhart chegou para vencer. Dele é o reino do mundo, porque Ekhart é o espelho onde todos os mortais pode-se mirar para ver seu verdadeiro rosto – se tiverem coragem para isso. Jamais houve alguém como Ekhart? Não: Ekhart sempre existiu no fundo de nossos corações. Conheçam a sua historia. Ela começa – mas não termina, concluiu Paulo Santana.
O espetáculo é resultado da disciplina  Prática de Montagem,  orientada pelos professores Paulo Santana e Marluce Oliveira, aos alunos do 1ano do Curso Técnico de Formação de Ator da ETDUFPA.
O espetáculo fica em cartaz nos dias 04,05,06, às 20 horas. Nos dias 7 e 8 de dezembro, com duas sessões às 18 e 20 horas.
Ingressos: R$ 20,00 (com meia entrada para estudantes).
O Teatro Universitário Cláudio Barradas fica localizado na  Avenida Jerônimo Pimentel, 546, esquina com a Travessa D.  Romualdo de Seixas, no bairro Umarizal, em Belém.
Mais informações pelos telefones (91) 3249.0373 ou (91) 9346.4710 (Paulo Santana).


Postado por: Camila Góes
                           Bolsista da secretaria do TUCB/ICA/UFPA 

Comentários