SEMINÁRIO DE DRAMATURGIA AMAZÔNIDA


A quinta edição do Seminário de Dramaturgia Amazônida ocorrerá no período de 21 a 23 de maio de 2014, no Teatro Universitário Cláudio Barradas, as inscrições estão abertas e vão até dia 13 de maio. O evento é promovido desde 2010 a partir do projeto de pesquisa “Memórias da Dramaturgia Amazônida: construção de acervo dramatúrgico”, de idealização da professora doutora Bene Martins, diretora adjunta do Instituto de Ciências da Arte da UFPA.
O Seminário tem por objetivo dar continuidade aos encontros entre dramaturgos, alunos, pesquisadores, professores e demais interessados em artes cênicas, apresentando mostras da diversidade na produção de textos para cena na Amazônia. Desta forma, desde sua primeira edição, o evento leva ao público encenações de peças, obras dramatúrgicas, palestras, documentários, contando com a participação de convidados externos à UFPA, importantes figuras da dramaturgia brasileira.
Segundo a idealizadora do projeto, Profa. Dra. Bene Martins, a recepção dos participantes tem superado as expectativas, o que demonstra interesse genuíno pela dramaturgia amazônida. Outro mérito dos Seminários é a inclusão de peças escritas e/ou dirigidas pelos novos criadores da cena de Belém do Pará, do Grupo de Teatro Universitário (GTU) e de montagens dirigidas por professores da ETDUPFA, na programação cultural do evento. Este ano o evento homenageia o dramaturgo paraense Raimundo Alberto Guedes Fernandes.
Belenense, nascido em 1944, e atuante no ramo do teatro desde 1961, Raimundo Alberto é formado em Literatura Brasileira e Portuguesa pela UFRJ (1978), e em Interpretação pelo Conservatório Nacional (Atual Faculdade de Artes Dramáticas da UNI-RIO). Também poeta, ator e diretor, ao longo da carreira Raimundo Alberto já produziu mais de 30 obras escritas, destacando-se “Os Mansos da Terra”, encenada em diversas cidades do país, tendo sido selecionada para o I Projeto Mambembão, da FUNARTE (1979); e “Mãe D’água”, cuja montagem pelo Grupo Experiência de Belém foi premiada em festivais e aclamada com sucesso no II Projeto Mambembão (1981). Hoje o dramaturgo também assume o cargo de diretor do Instituto Cultural Chiquinha Gonzaga.
Durante o primeiro dia do V Seminário (21 de maio, às 18h), haverá o lançamento dos livros dramaturgia: Peças Teatrais de Nazareno Tourinho (Org. Bene Martins); Aquarela Amazônica – Teatro – volume I, de Raimundo Alberto e O Livro do Teatro Urbano das Mulheres de Lazone, de Sérgio Cardoso, juntamente com a abertura oficial do evento realizada pela professora Bene Martins. Em seguida, a palestra Regionalismos e universalidade do Teatro - dos palcos de minha aldeia à ribalta global, será ministrada pelo homenageado Raimundo Alberto, antecedendo a palestra Pai Antônio de Nazareno Tourinho: Diálogos entre Texto e Contexto, História e Dramaturgia, com a presença de Joel Cardoso (UFPA). Fechando a noite, o espetáculo Sonho de uma noite de Inverno, peça autoral de Nazareno Tourinho, será apresentada pelo grupo Os Varisteiros, com direção de Marcelo de Andrade.
O segundo dia do Seminário (22 de maio, às 18h30), começa com o documentário Projeto Novos Encenadores - Trajetos Formativos do Diretor Teatral em Belém do Pará, uma produção do Projeto Ribalta - Memórias do Teatro e da Dança no Pará, sob coordenação do professor Paulo Santana (UFPA). Às 19h, tem-se a palestra A Cidade Personagem e as Deusas do Mormaço Selvagem Amazonense, com a participação de Sérgio Cardoso (AM), referência em escrita e produção das artes cênicas, atuante em órgãos representativos da cultura brasileira. A palestra seguinte é ministrada por Adriano Barroso (Grupo Gruta), chamada Narrativa no Espetáculo Aldeotas de Gero Camilo. E, finalizando o dia, a apresentação da peça Os Mansos da Terra, texto de Raimundo Alberto, interpretada pelo Grupo Palha, com direção de Paulo Santana (UFPA).
No último dia do seminário (23 de maio, às 18h30), acontece a reexibição do documentário Projeto Novos Encenadores -Trajetos Formativos do Diretor Teatral em Belém do Pará. Em seguida, a palestra Forma e processo social na dramaturgia brasileira contemporânea: notas de um paraense “estrangeiro, ministrada pelo convidado Kil Abreu, jornalista, crítico e pesquisador das artes cênicas, paraense residente em São Paulo. Ao fim do ciclo de palestras: Um amazônida homem de teatro: O Teatro na minha vida, minha vida no Teatro, com o padre e ator Cláudio Barradas. E para fechar as programações do vento, a apresentação da peça Aldeotas, escrita por Gero Camilo, importante ator e escritor brasileiro, com direção de Henrique da Paz.
SERVIÇO:
V Seminário de Dramaturgia Amazônida
De 21 a 23 de maio de 2014, no Teatro Universitário Claudio Barradas (Rua Jerônimo Pimentel, 546 – esquina com D. Romualdo de Seixas)
Coordenação: Profª Bene Martins
Para se inscrever é necessário enviar a Ficha de Inscrição até dia 13 de maio de 2014, por meio do endereço eletrônico: dramaturgia2014@gmail.com, ou presencialmente no Teatro Universitário Cláudio Barradas. Documento acessível no link abaixo:
 
Acesse o folder informativo com a programação do evento no link abaixo:
 
Equipe Organizadora:
Bene Martins, Zeffa Magalhães
Alberto Silva Neto, Valéria Andrade
Paulo Santana, Sandra Perlin
Marluce Oliveira, Adriana Cruz
Cláudio Dídima Marco A. Moreira Carvalho
Mailson Soares, Davi Almeida
Fábio Limah,  Nathalia Maia
William Pereira, Eliete Santos
Felipe Cabral
Apoio: Instituto de Ciências da Arte ( ICA ), Pro-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação ( PROPESP), Pró-Reitoria de Administração (PROAD),  Escola de Teatro e Dança da UFPA (ETDUFPA) e Teatro Universitário Cláudio Barradas (TUCB)
Texto: Bene Martins
Ana Maria Castro (91) 8131.9311 (Assessora de Comunicação do TUCB/ICA/UFPA)
Postado Por: Camila Góes (Bolsista da secretaria do TUCB)

Comentários