Espetáculo "ORAÇÃO AO TEMPO"


A Escola de Teatro e Dança da UFPA (ETDUFPA) do Instituto de Ciências da Arte (ICA) da Universidade Federal do Pará (UFPA), por meio do segundo ano do Curso Técnico de Ator, realizará no período de 18 a 21 de dezembro/14, às 20 horas, no Teatro Universitário Cláudio Barradas (TUCB), o espetáculoORAÇÃO AO TEMPO ", dirigido pelos professores Marton Maués e Jorge Torres.


ORAÇÃO AO TEMPO é uma instalação cênica que lança um olhar perscrutador sobre a velhice. Os alunos-atores do segundo ano do Curso Técnico de Ator são também os autores do trabalho. Empenharam-se em um processo de pesquisa e criação, mergulhando no universo de idosos próximos a eles ou não, recorrendo à memória ou convivendo com alguns.  Cada um foi senhor de sua criação, lançando mão de fontes diversas de pesquisa sobre o tema, amalgamando vivências e histórias, que resolveram olhar e ver com mais carinho, criando e recriando, inventando e reinventando cada cena.


A instalação pretende tornar visível estes seres (quase) invisíveis. Tornar visível suas condições de isolamento, presos a seus espaços e suas histórias para as quais já não encontram ouvintes. Os velhos parecem estar sempre ali, nos seus cantinhos, mas quase nunca os vemos realmente. Muitos estão abandonados, completamente esquecidos em asilos e casas de apoio. Mesmo os nossos velhos, aqueles que estão mais próximos de nós, são deixados de lado. Não temos tempo para suas histórias, não temos tempo a perder. E perdemos muito com isso.
O espectador não assiste a nada, passeia pela instalação: escolhe o que deseja ver e ouvir, é convidado e entrar e conviver com os velhos, solicitado a interagir. As cenas se entrecruzam, repetem, acontecem simultaneamente. Cada espectador constrói seu espetáculo, seu modo de ver, sua experiência.

O espaço de cada um é delimitado com fita crepe, criando-se assim uma espécie de planta baixa de cada área de cena. Um velho que gosta de desenhar e ouvir música coloca um disco na vitrola, a música invade a cena e reflete lá no espaço de outro velho ou velha que relembra sua história, narrando-a. Um espectador é convidado e ler uma carta: ao começar, trechos da carta passam a ser cantados por um velho que toca violão: todos cantam. Uma idosa pedala uma antiga máquina de costura, outra cose a camisa do filho que nunca vem, enquanto uma mais faz café. Esperas frustradas, lembranças, histórias recorrentes. Um homem velho chora a dor de ter perdido o filho que não soube compreender. Alguns jogam cartas. Outro revela um dolorido segredo de infância.
Fio a fio, as histórias vão sendo costuradas. E assim, espectadores e atores comungam de uma mesma oração. Uma oração ao tempo.
A Criação Colaborativa é especialmente dedicado à Mariléa e William (Bill) Aguiar.
O espetáculo ficará em cartaz de 18 a 21 de dezembro, sempre às 20 horas.
Os ingressos custarão R$ 10,00 (preço único).
Lotação: 60 lugares.
Indicação: 12 anos.

O Teatro Universitário Cláudio Barradas fica localizado na  avenida Jerônimo Pimentel, 546, esquina com a Travessa Dom Romualdo de Seixas, no bairro Umarizal, em Belém.
Fotografias: Marton Maués

Comentários