DÚBIO

A união dos estudos sobre as doenças psicológicas, do livro Histórias Fantásticas e do filme Réquiem Para um Sonho deu origem ao espetáculo Dúbio, que conta as histórias de 5 personagens, de um ponto de vista diferente, através da mente de cada um. Dividido em três atos, tudo se passa em um ambiente pesado, com a presença de seres fantásticos, que acabam por personificar os medos e anseios dos cinco protagonistas, seres que ilusoriamente lembram pássaros. Até mesmo a própria Razão entra em conflito.


O espectador é convidado se aproximar do atuante, interagindo com o mesmo, por vezes até sentindo a própria dor do personagem. O espetáculo mostra como age a mente humana diante de crises, diante de traumas; mostra como, na maioria das vezes, agem os profissionais que deveriam cuidar destes doentes, e que nem mesmo eles estão livres de sucumbir à doença; fala da dor da perda, e se de fato é possível conviver com ela; fala da esperança, na vida ser melhor, e da luta para que ela melhore; fala da aceitação, do amor próprio, o valor da vida; mas principalmente, fala da luta, a qual o ser humano trava consigo diariamente, o ser humano como um ser dúbio. 


Regido por uma trilha sonora tensa, faz o espectador, mergulhar no enredo e ambiente do espetáculo, transportando-o para a mente louca humana, gerando uma profunda reflexão sobre o que se passa em cena e a relação da mesma com sua vida. 
O cenário transforma o palco em uma enorme cela, a caixa preta, se torna a cela branca, com adereços simples, detalhes simples, formas simples, onde tudo lembra uma prisão, de onde é impossível fugir.
Inspirado pelo surrealismo e teatro da crueldade de Antonin Artoud, e contruido com os estudos do Psico-físico de Jerzy Grotowski e o método de interpretação de Constantin Stanislavski.
Por isso convidamos a todos a entrar nestas celas, desbravar estas mentes, mas lembre-se, nem tudo é como parece ser, a cada dia, tudo pode ser diferente, basta você se permitir ver, e entender, o quão dúbio pode ser.


Serviço:
DÚBIO
Local: Teatro Universitário Cláudio Barradas (Jeronimo Pimentel, entre Dom Romualdo Coelho e Dom Romualdo de Seixas, Umarizal, Belém).
Data e Hora: novembro, dias 12 e 13 ás 20:00h, e dias 14 e 15 ás 17:00 e 20:00h
Ingressos: Antecipados (com membros do elenco e direção) - R$ 10,00
No dia - R$ 20,00 (com meia entrada para estudantes R$ 10,00)

Obs.: A direção avisa que, carteirinha de meia-passagem estudantil, não serve como comprovante.

Direção: Jairo dos Anjos
Dramaturgia: Fabio Limah
Preparação de elenco: Leonardo Bahia e Renan Coelho
Produção: Etna Campbell
Musicalização: Harry Houdini / Assistentes: Iracema Franco e Sandro Markondes
Cenografia e Arte: Wan Aleixo
Figurino: Kevin Braga / Assistentes: Amanda Poça e Amanda Freitas.
Iluminação: Patricia Grigoletto
Fotografía: Gleydson Malcher
Acessoria de comunicação: Jackie Carrera
Contra-regragem: Andersom Monteiro e Tyago Ramos

Comentários