CINECLUBE - "CAMINHOS DE MALDOROR"

Segundo André Breton, poeta francês e um dos precursores do surrealismo, os escritos de Lautréamont "brilham com um fulgor incomparável: são a expressão de uma revelação total, que parece exceder as possibilidades humanas. Com ele o famoso "tudo é permitido" de Nietzsche não permaneceu platônico, pretendendo significar que a melhor regra aplicável ao espírito ainda é a orgia." Escrito em torno de 1869 pelo uruguaio Isidore Ducasse, sob o pseudônimo de Conde de Lautréamont, que faleceu na França aos 24 anos, o livro "Cantos de Maldoror" só foi publicado décadas depois da morte de seu autor por conta de seu conteúdo ultraviolento e mórbido e que influenciou movimentos artísticos como o dadaísmo e o surrealismo.
Em 1998 o dramaturgo Ivam Cabral, a partir da tradução dos Cantos feita por Cláudio Willer, escreveu uma versão dos Cantos para ser encenada pelo grupo "Os Satyros", de Curitiba e essa versão para teatro foi a base para a investigação da disciplina "Teatro e outras mídias" dos professores Paulo Santana e Ramiro Quaresma.
Serão quatro releituras de cenas da peça "Maldoror", criadas e encenadas por alunos da Licenciatura em teatro, turma de 2014, da Escola de Teatro e Dança da UFPA.
A encenação também integra a programação de 2016 do projeto de extensão Cineclube ETDUFPA, coordenado pelo Prof. Ramiro Quaresma, que busca pesquisar e discutir as confluências entra as artes cênicas e práticas audiovisuais e multimídia na cena contemporânea.
"Caminhos de Maldoror"
Quarta,04 de Maio de 2016 às 20h30
Teatro Universitário Cláudio Barradas.
Entrada Franca. Única Sessão.
O Teatro Universitário Cláudio Barradas fica localizado na Rua Jerônimo Pimentel, 546, esquina com a D. Romualdo de Seixas, no Bairro do Umarizal, em Belém.

Comentários